Trabalhadores Sem Teto sofrem truculência policial durante despejo em Vitória da Conquista

A polícia chegou fortemente armada e realizou disparos com bala de borracha contra os trabalhadores. Quatro pessoas encontram-se hospitalizadas, entre elas um idoso e uma criança.

today4 de dezembro de 2017

 

Do Voz do Movimento

Um verdadeiro cenário de terror foi montado na manhã desta segunda-feira (04), na ocupação do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MSTS) e do Movimento das Trabalhadoras e Trabalhadores por Direitos (MTD) durante despejo contra as famílias da ocupação Cidade Bonita, localizada às margens da BR 116, em Vitória da Conquista.

A ocupação tem o apoio do MST na região, que denuncia o método truculento utilizado pela polícia local no ato da execução da reintegração de posse.

Segundo relato das famílias, a polícia chegou fortemente armada e realizou disparos com bala de borracha contra os trabalhadores. Neste momento, quatro pessoas encontram-se hospitalizadas, entre elas um idoso e uma criança.

As famílias residem há mais de um ano na área, que legalmente pertence a prefeitura municipal, porém este é o segundo despejo que sofreram. O despejo foi solicitado pelo prefeito Herzem Gusmão, do PMDB, no qual, diversas denúncias são realizadas diariamente por conta da má gestão e o descaso com as pautas dos movimentos na região.

Exemplo disso, foi a ocupação realizada por movimentos e organizações populares, como sindicatos, associações ligadas ao campo e o MST, na sede da prefeitura no último dia 17, onde reuniu 150 pessoas.

Na ocasião, faixas, cartazes e muitos gritos de ordem denunciavam as ações golpistas de Michel Temer (PMDB) e o apoio do Gusmão, diante das diversas ações que retiram direitos dos trabalhadores do campo e da cidade.