Assentamento Jaci Rocha realiza 1º Montaria das Mulheres

Com botas, chapéus e lenços amarrados no pescoço, a cavalgada percorreu o assentamento num ritmo calmo, mas de muita luta.

today6 de fevereiro de 2018

 

Do Voz do Movimento

Cerca de 20 trabalhadoras Sem Terra esbanjaram charme e luta na 1º Montaria das Mulheres do Assentamento Jaci Rocha, que aconteceu no último sábado (4).

O assentamento é localizado no município de Prado, no extremo sul da Bahia, e já tem a tradição de realizar diversas montarias, sempre puxadas pelos homens, desta vez, as mulheres protagonizaram a atividade.

Com botas de couro, chapéus e lenços amarrados no pescoço, a cavalgada percorreu as redondezas do assentamento no ritmo calmo, mas de muita alegria e entusiasmo entre elas. Mesmo com chuva e frio, a ponteira, pessoa que guia a cavalgada, ditou o ritmo.

“A montaria sempre foi uma ferramenta importantíssima do assentamento para dialogar com sociedade e as comunidades vizinhas, porém as mulheres nem sempre estavam presentes”, contou Cristina Costa, assentada.

Para ela, a atividade cumpriu o objetivo de dialogar com a própria comunidade sobre o processo de participação das mulheres nas lutas e manifestações culturais.

Ana Cristina, também assentada, ficou muito feliz com a montaria. “Uma coisa é certa: foi muito legal, divertido e significativo esse espaço construído por nós”, afirmou.

Segundo Cristina, a 1º Montaria de Mulheres do Assentamento Jaci Rocha ficou com gostinho de quero mais.